Encontre aqui o produto que você procura!
 
 
Página Inicial Institucional Canal da Empresa Sua Opinião Localização Contato
EPI's - EPC's
Proteção Auditiva
Proteção Da Pele
Proteção Ergonômica
Proteção Facial
Proteção Para a Cabeça
Proteção para as Mãos
Proteção Para Baixa Temperatura
Proteção Para Equipamentos
Proteção Para Isolamento de Áreas
Proteção Para o Tronco
Proteção Para os Olhos
Proteção Para os Pés
Proteção Para Trabalho em Altura
Proteção Respiratória
 
ACESSÓRIOS
Bacia Para Contenção Móvel
Bloqueio e Travamento
Calço Para Veículos
Catracas
Cintas Para Elevação
Espaço Confinado
Kit Cargas Perigosas
Kit Cipa
Kit de Fixação para Veículos
Lava-Olhos
Lixeiras
Placas de Sinalização
 
MÁQUINAS E FERRAMENTAS
 
NOTÍCIAS
 
Auditores-Fiscais do Trabalho iniciam paralisação
Auditores-Fiscais do Trabalho iniciam paralisação dia 24 de agosto
 
Os Auditores-Fiscais do Trabalho em todo o Brasil vão iniciar uma paralisação de atividades na próxima segunda-feira, 24 de agosto, por tempo indeterminado. As avaliações do movimento serão semanais. Enquanto durar a paralisação, serão realizadas fiscalizações apenas em casos de grave e iminente risco à vida dos trabalhadores.

Auditores-Fiscais do Trabalho são servidores públicos concursados, responsáveis pela fiscalização do cumprimento da legislação trabalhista e das regras de segurança e saúde em todo o país. Fazem o combate direto ao trabalho escravo e infantil, atuam na inserção de pessoas com deficiência e aprendizes no mercado de trabalho, fiscalizam o recolhimento do FGTS e da contribuição social.

Decorrente dessa atuação são arrecadados, por ano, cerca de 85 bilhões de reais.

O governo federal, irresponsavelmente, deixou de manter um número adequado de Auditores-Fiscais do Trabalho. A carreira tem 3.644 cargos criados e hoje há mais de 1.100 cargos vagos. Cerca de 400 Auditores-Fiscais do Trabalho já estão em condições de aposentarem e outras centenas vão adquirir esta condição até o final de 2015.

Além do reduzidíssimo quadro de Auditores-Fiscais do Trabalho, o Ministério do Trabalho e Emprego passa por uma crise sem precedentes. Atualmente, 12 unidades estão interditadas por falta de condições de funcionamento e muitas outras poderão ser interditadas porque oferecem riscos à saúde e à integridade física de servidores públicos e de usuários dos serviços.

A paralisação das atividades da Auditoria-Fiscal do Trabalho foi decidida em Assembleia Geral Nacional da categoria, em razão de o governo federal não atender a nenhum ponto da pauta apresentada em conjunto com os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil, que também estão mobilizados e com atividades paralisadas.

A campanha é pela valorização da carreira, por concurso público, por melhoria das condições de trabalho e de infraestrutura dos prédios do MTE, pela atualização dos valores de diárias - congeladas há mais de dez anos, além de reajuste salarial condizente com o cargo de carreira exclusiva de Estado. Atualmente, as carreiras de fiscalização nos Estados, sem exceção, têm remuneração maior que as carreiras federais.

Auditores-Fiscais do Trabalho, em muitos casos, pagam para trabalhar. Utilizam seus próprios veículos para se deslocar em fiscalizações fora de sua base, porque o MTE não tem motoristas nem veículos. A indenização de transporte pelo risco e pelo desgaste é de R$ 17,00 por dia. Correm risco de vida diariamente de por falta de política de segurança, apesar das várias ameaças e atentados já sofridos em várias partes do país, e do trágico crime conhecido como a Chacina de Unaí.

Os Auditores-Fiscais do Trabalho pedem respeito e valorização da carreira na negociação em curso com o governo federal. Contam com o apoio dos trabalhadores nessa luta, que compreendem a importância da fiscalização na defesa de direitos trabalhistas, sociais e humanos, além de sua força arrecadadora.

Sinait
 
 
MAIS NOTÍCIAS
24/08/2021 - PL Busca Garantir Pagamento de Honorários dos Peritos
26/08/2015 - Brasil e Alemanha prorrogam Acordo de Cooperação
26/08/2015 - Morte de trabalhadores em explosão de caldeira domina debates no Seminário sobre Trabalho Seguro
26/08/2015 - Projeto que propõe suspensão de anexo da NR 15
 
ACESSO RÁPIDO CARRINHO
Cotações:
 
0 Adicionados
 
[ ver ]
   
 
Página Inicial
Institucional
Canal da Empresa
Sua Opinião
Localização
Contato
Encontre aqui o produto que você procura!
 
  Av. João Posser, 1737 - Loteamento Cohab
CEP 99150-000 - Marau.RS
marausul@marausul.com.br
 
 

Simples.net